Receber um diagnóstico de câncer, muitas vezes, faz com que o paciente entre em contato com vários sentimentos, diante da vulnerabilidade imposta pelo tratamento. Em razão disso, são frequentes sentimentos como: angústia, medo, preocupação, ansiedade, insegurança, entre outros.

Esses estressores associados ao diagnóstico e ao tratamento do câncer acarretam perdas importantes na qualidade de vida dos indivíduos, tornando-se necessário um ajustamento psicossocial dos pacientes e seus familiares.

O psicólogo da saúde, especializado no atendimento ao paciente oncológico, é um profissional que busca trabalhar como facilitador na identificação dos sentimentos, dúvidas e expectativas do paciente, contribuindo no desenvolvimento de estratégias de prevenção e de intervenção.

No atendimento de paciente com câncer, o psicólogo atua diretamente buscando:

  • favorecer a adaptação dos limites e das mudanças impostos pela doença e da adesão ao tratamento;
  • auxiliar no manejo da dor e do estresse associados à doença e aos procedimentos necessários;
  • auxiliar na tomada de decisões;
  • preparar o paciente para a realização de procedimentos;
  • promover melhoria da qualidade de vida;
  • auxiliar na aquisição de novas habilidades ou retomada de habilidades preexistentes.

A presença do psicólogo no Centro de Oncologia Rio Preto tem a finalidade de desenvolver, junto ao paciente, todas essas habilidades para enfrentar o tratamento por meio do trabalho humanizado. Com a participação da equipe multidisciplinar, ajuda o paciente a enfrentar a situação do adoecer.

Referência:

Lourenção, V. C., Santos Jr., R., & Luiz, A. M. G. (2010). Aplicação da terapia cognitivocomportamental em tratamento de câncer. Revista Brasileira de Terapias Cognitivas, 5(2), 45-58.