Ao receber um diagnóstico de câncer, muitos questionamentos aparecem, mas é importante você parar um pouquinho para compreender o que pode estar acontecendo. O câncer tem um forte impacto no aspecto psicológico do paciente.

Desse modo, é natural vivenciar alguns sentimentos, como a negação. É comum percebermos, durante certo tempo, que o paciente não quer e não consegue acreditar no que está vivendo. Esse sentimento pode durar algumas semanas. Já a raiva, que pode aparecer em qualquer fase do tratamento, muitas vezes vem acompanhada pela pergunta: Por que eu? Por que comigo? O que eu fiz de errado?).

Também é comum ocorrer insegurança durante o tratamento. Pode estar relacionada com a presença do tumor que, de certa forma, é uma ameaça desconhecida, e tudo que é desconhecido sempre assusta muito

A resignação (“tinha que ser assim mesmo”) também é muito comum e precisa ser monitorada devido ao risco de se tornar uma depressão. Da mesma forma, os pensamentos e sentimentos negativos (“Penso muito na morte”, “tenho sentido medo de sair de casa”) também são esperados e podem estar relacionados ao estresse gerado pelo diagnóstico do câncer e por se tratar de uma situação a qual não podemos controlar e ter certeza do que vai acontecer.

A aceitação da doença (um passo importante) torna o paciente capaz de planejar a própria vida de um modo mais significativo e construtivo. No entanto, há pacientes que relatam o câncer como sendo um fator desencadeante para reavaliar sua vida, buscando, a partir disso, um novo sentido. Não há uma regra, cada indivíduo reage de uma maneira.

Se você está passando por um momento como este, responda os seguintes questionamentos:

  • Como você está reagindo diante da sua doença?
  • Você tem colocado pra fora os seus sentimentos?
  • Você tem alguém para desabafar?
  • Será que você tem descontado a sua raiva em alguém?
  • Você sabe que existe profissional especializado para te ajudar a lidar com seus pensamentos e sentimentos?

Procure um psicólogo para te ajudar a enfrentar todos os momentos do tratamento. Se cuide! O sucesso do tratamento também está diretamente relacionado ao modo como você encara a situação do adoecer.